American Tap
À medida que nos aprofundamos na herança do sapateado americano, descobrimos que os elementos da nossa história que têm o potencial de nos separar, o estigma da escravidão e a fricção causada pela imigração, são as mesmas forças que nos unem e alimentam nossa dinâmica como sociedade. Esta experiência compartilhada é o fogo cultural que forjou a forma artística do sapateado.
O diretor Wilkinson e a corroteirista Annunziata Gianzero se aprofundam na origem histórica e cultural do sapateado, do qual o primeiro precursor foi o círculo de tambores africanos. Apesar de terem sido aprovadas leis antitambores no sul profundo depois que os escravos africanos foram transportados para lá, houve exceções. Na histórica Praça do Congo de Nova Orleans, os escravos que recebiam folga aos domingos se reuniam para cantar e dançar, essencialmente dando origem ao jazz.
Ao longo do documentário se desvendará a coevolução que o sapateado compartilha com a música jazz: de volta aos escravos africanos e o "grito de chamada". Acompanhamos e conferimos a importância dos imigrantes irlandeses e sua forma particular de dança de percussão, a giga. A história nos leva através do mundo distorcido do espetáculo de jograis, Vaudeville, e à Broadway em um momento em que o sapateado era a forma de dança dominante na cultura americana. Depois dessa altura de popularidade vem o colapso durante a Segunda Guerra Mundial e seu renascimento com Gregory Hines e Savion Glover.
Informação
Título original
American Tap
Gênero
Documentary
Transmissões seguintes
Domingo, 12 de Dezembro
12.00 H.